08 novembro, 2012

Ainda



Ainda se cruzam nos corredores durante o dia
entre encontrões de vultos apressados e barulhentos
Raspam os olhos um no outro, sedentos,
Incomodados.
Ironicamente, trocam palavras automáticas de cortesia
- "Bom dia!" - esboçam sorrisos plásticos, ensaiados
Perguntam sem esperar resposta - Tudo bem?"
E continuam o seu caminho, sem ouvir ninguém.

"Ainda mexes comigo"
Grita num gemido mudo, dormente
enquanto a pele arrepiada recorda sequiosa
o perfume
o calor do seu corpo.
Quer abraça-lo agora, dizer algo diferente
mas, mais uma vez, não consegue.

Ele não recua, orgulhoso,persistente
continua o caminho programado
e desaparece num elevador de repente
Já sozinho,
respira aliviado, longe do perigo
Encolhe os ombros resignado,
Admite confuso:"Ainda mexes comigo".


2 comentários:

Stranger! disse...

Gostei muito.

Bjs ;)

Closet disse...

ainda bem! Bjs ;)