22 agosto, 2011

Silêncio



“Não sei se do silêncio se chega mais depressa à beleza - Sinto que sim. Mas acho que não chega estar vivo para se ser feliz (precisamos de ser imaginados com encantamento por alguém).
Não precisa de ser um arquitecto, excêntrico ou visionário. (…). Mas alguém que nos permita meditar, que nos aconchegue ao mundo, discretamente, que – entre o burburinho dos gestos – nos escute mesmo sem falarmos e, de surpresa se transforme na nossa lagoa do silêncio.”
Lagoa do silêncio in 'Chega-te a Mim... e deixa-te estar' de Eduardo Sá

2 comentários:

Anónimo disse...

Adorei! Tudo.O texto e a foto.
Beijinhos
Bip

Closet disse...

Catch U :)
beijos
Bip!