21 março, 2012

Dá-me cor

Dá-me cor.
Aquece-me o corpo num intenso amarelo sol,
torna-o, delicadamente, num laranja tímido ao final do dia.
Deseja-o, a vermelho fogo, que diluis no agitado mar azul escuro,
acalma-o docemente, com os reflexos prateados da lua.
Despe-me o rosa da pele insegura,
Invade de verde os meus olhos perdidos
e procura comigo, pelo castanho da areia,
um lugar transparente, que me esconda do mundo.
E sem hora de regresso, ao asfalto negro do chão,
Deixa-te ficar, sem pressa, nas cores primárias do nosso beijo,
ilumina-me o rosto de branco, traça nele um sorriso.

8 comentários:

BF disse...

Bonito e primaveril Amiga!
Gosto tanto de cores como tu, dão-me vida.
beijos mil

S.o.l. disse...

A cor que nos alimenta e nos faz sorrir :)

T disse...

=O Fantástico. Fazemos as pazes?
beijo ;)

Closet disse...

A vida é a cores, sempre! E mesmo que alguém nos diga que branco não é cor, não queremos saber!! Beijos querida :)

Closet disse...

Porque todos os sorrisos têm cor :)

Closet disse...

Quais pazes?? Faz lá um organigami whatever a explicar isso!! Beijos

EU MESMA disse...

QUE SAUDADES TINHA DA COR E DA LUZ DAS TUAS PALAVRAS QUERIDA AMIGA....

Closet disse...

Tenho andado um bocadinho cinzenta, não é?? mas agora vem a primavera a injectar-me cor ;) um beijo enorme!