28 março, 2012

Sinceramente?



Sinceramente? Não queria mais nada.
O teu colo. Os teus braços. O teu beijo.
A certeza da loucura, a intensidade dos gestos, o êxtase do momento.
A vida a escorrer na pele suada, estremece desejo.
Entregam-se, o teu corpo e o meu. Entrelaçados.
Será que o queres novamente? Será que ainda se encaixam?
Não sei onde estás, mas sei que estás perto. Tão perto.
Queria tocar-te.
Também com as mãos, com os olhos, com a boca.
Rasgar-te a roupa. Invadir-te o tronco.
Espalhar-me em ti, como creme numa pele seca e gretada.
Entranhar-me, ser absorvida, sugada.
Amar-te descontroladamente, sem a prisão do tempo e do espaço.
Onde quer que estejas, quero-te tanto.
Sinceramente? Não podia querer mais nada.
Respirar apenas não basta.



4 comentários:

S.o.l. disse...

O êxtase de um momento. Um momento que perdure. No tempo, no sentir, na vontade.

Beijo

Closet disse...

Esse mesmo Sol :)

viajanteintemporal disse...

Já tinha saudades de comentar os teus posts.
Como sempre, adorei.
Beijo grande

Closet disse...

Saudades é aquela palavra esquisita...
Sinceramente? Gosto de te ter por perto :)
Beijo