28 outubro, 2011

O amor existe


Foi num dia de fuga, quando os olhos embaciavam com as lágrimas que lutavam por segurar, e a cabeça zumbia um barulho ensurdecer, de tal forma a impedia de ouvir o mar.
Era mais uma fuga impossível, ela sabia. Naquele labirinto gigante e sem saída. Mas em todas as fugas ela procurava, incansável, uma porta, uma janela, um rasgo de luz divina.
Acreditava, como um doente em fase terminal sem qualquer esperança de vida, acreditava cegamente, porque queria tanto sentir-se viva.
Foi num desses dias de fuga que descobriu, escrito do céu no seu telhado, "o amor existe". Como se fosse para ela esta mensagem, a resposta ao seu cepticismo.
Limpou o rosto das lágrimas que o vento arrastava e ficou ali parada, entre o espantada e maravilhada. Entre as lágrimas e o sorriso.
Aquela mensagem, ali pintada, deu-lhe a calma que precisava para enfrentar qualquer perigo. Amparou-a, com a delicadeza das palavras, pegou-a ao colo e deu-lhe abrigo. Como se um ser azul de outro planeta aterrasse ali para afagar-lhe o rosto, beijar-lhe a alma e abraça-la por um tempo indefinido. E o tempo perdurasse naquele instante mágico, arrancando-lhe o riso que já esquecia, envolvendo-a em lençóis de loucura e fantasia.
Ainda não encontrou a porta, ou uma passagem, nem tão pouco o caminho, mas acredita que vai encontra-lo um dia, do outro lado da estrada, no alto de uma montanha ou na outra ponta do mundo. Porque o amor existe.

6 comentários:

BF disse...

Sim querida, o amor existe. E "estranho é o amor" (versão eclarecida da M.)

beijos mil

T. disse...

esses Seres azuis que andam para aí, e falam dialectos que ninguém entende, até que são bons para a saúde =)
beijos

Cláudio disse...

«O amor é a poesia dos sentidos. Ou é sublime, ou não existe. Quando existe, existe para sempre e vai crescendo dia a dia.»

Honoré de Balzac

Closet disse...

Best Friend, a nossa M. percebe do assunto ;)

Closet disse...

T. os seres azuis são especiais, pintam a vida de cor

Closet disse...

Claudio, esse Balzac é de certeza um ser azul, bonito, mas talvez demasiado optimista, digo eu :)