03 fevereiro, 2012

Simplicidade



Sou simplicidade.

Cada olhar, cada gesto meu, é impulso e vontade. 
Cada pedacinho de mim, mais íntimo, oscila visivelmente entre a brisa calma de um fim de tarde e o mar revolto em tempestade.
Na minha realidade não há certezas nem designios do destino. Há uma amálgama de dúvidas, comandadas em delírio por desejos irracionais. Momentos doces, calmos, selvagens, mas fieis a mim, ao que anseio nesse instante que vivo sem ilusões do depois.
O depois logo se vê, pensar nele é antecipá-lo. É perder o presente.
Podemos passar à frente? Assim sem porquês e mais nada. Esquecer o complexo das convenções. A tua individualidade e a minha. Seremos sempre dois náufragos de rumos distintos, cruzados em breves momentos.
E então? De que é feita a vida? De momentos.
Sou simples. Podemos passar à frente?


2 comentários:

S.o.l. disse...

Gosto desta simplicidade que vou conhecendo em ti.
E sim... concordo... a vida é feita de momentos. E há momentos que valem uma vida!

Beijinho e bom fim de semana!

Closet disse...

Há sim Sol, momentos únicos, que podiam ser "o momento" e passamos o tempo a deixa-los fugir entre os dedos, com medos, pensamentos, e tudo o que existe nesta nossa cabecinha complicada! Como é bom quando isso não acontece e simplesmente arriscamos viver "o momento" :) Beijinhos e bom fim de semana