28 julho, 2011

Cargas e Descargas



Descarrego então aqui o meu corpo exausto e a cabeça em maresia.
Hoje não me apetece levar nada para casa. Apenas abandonar-me ao relento, ouvir música e ler poesia. Adormecer com a lua por cima e as ondas a conversarem baixinho, cantam-me ao ouvido.
As estrelas, lá bem no alto, vão fazendo comigo jogos de ilusionismo, mágicas, misteriosas, procuro nelas um caminho.
Não encontro. Ainda não, hoje. Mas não desisto de descarregar aqui de vez em quando.
Talvez o camião do destino me carregue, e leve para algum lugar, um dia.

2 comentários:

Anónimo disse...

Preciso disso também.

Closet disse...

Procura um sinal destes que receba o teu corpo e acalme a tua alma :)